Em casa

Do mundo não vejo nada,
Pois vivo sempre enterrada,
Mas não me entristeço,
Seguro a planta e sustento-a
Sugando água e alimento.

Para trabalho de casa os alunos foram desafiados a desenvolver a criatividade, criando um «ser fantástico» e escrevendo uma notícia sobre o mesmo para apresentar à turma.